segunda-feira, 10 de maio de 2010

O #mimimi nas redes sociais

|

Crying Yuri - At home por emrank.Imagem por emrank

Depois de longos dias de ausência (o quanto uma semana puder ser eterno) eis que voltei. Um período em que minha vida online foi para as cucuias, tanto pelo blog quanto por meus perfis nas redes sociais. 

Então volto inocentemente para a frente do computador e descubro no meu orkut um recado revoltado de um internauta-pretenso-amigo. Uma pessoa que fez o pedido por add há pouco tempo e eu aceitei.

Eis a discórdia.

image

Quem me conhece sabe que muito mal acesso o Orkut, mas não deleto meu perfil porque tenho bons amigos por lá. Houve uma época onde gostava muito do site, mas isso foi bem no início… e isso já faz tempo.

Aceito add alguém como amigo depois de olhar o perfil de quem me faz o convite mas não faço questão nenhuma de ficar de papo ou participando de comunidades.

Então, eu que mal acesso o raio do site sou considerada negligente como se eu não quisesse teclar?

Rio ou choro?

Rio, com certeza. É non-sense demais para crer.

Quanto mais vejo essas coisas no Orkut, mais amo o Twitter. Odeio forcação de barra.

Tentei enviar um scrap já que ele parecia querer uma resposta, mas a rede se recusava, interpretando a resposta como spam. Então tive de fazer um novo convite, para escrever o acontecimento em poucos caracteres.

Antes que me pergunte, não mandei uma mensagem normal pois creio que ninguém lê aquilo. Palavra de quem já deixou acumular pouco mais de três mil mensagens.

Queria apenas explicar, de forma educada. Não estava esperando nada, mas ele aceitou o add. Problema dele quem quis, de minha parte só desejei explicar e seguindo uma parte de mim que ainda insiste em ser educada. 

De qualquer moda, um recado aos internautas #mimizeiros: Fiquem a vontade para deletar, isso se chama livre arbítrio e deve ser exercido, da mesma forma que um block no twitter. Não me importo, absolutamente nem morrerei de remorsos por isso. Bye, bye.

RSS/Feed: Receba automaticamente todas os artigos deste blog.
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito.

7 comentários:

ImprenÇa Blog disse...

Paguei um pau pra essa imagem hahaha

Anunciação disse...

Faço minha suas palavras e assino embaixo ainda por cima.Só ainda estou pq respeito meus amigos que estão lá,mas tenho até medo pois é inseguro,me deixa todo tempo alerta.Adorei a imagem,hahaha.

Silvana Alves disse...

e vc ainda respondeu?? ah, se vc eu diria em alto e bom som: vai se danar... o orkut perdeu por completo, há muito tempo, sua real função. Hoje passou a ser status, coisa de pessoas que queiram se mostrar, claro com exceções. Quero deletar, mas ainda tenho pessoas queridas lá.. que virem e mexem dão o ar da graça no meu perfil... Creio que sua "amiga" é uma "bobinha".

Lucas P. F. de Carvalho - Psick disse...

Eu sou como você, pouco acesso o Orkut, mais pelo motivo de nunca ter me sentido confortavel usando a rede social.
Agora, em relação aos mimizeiros, existem pessoas que não tem a minima noção de como funciona um relacionamento na internet, esse tipo de pessoa realmente não vale a pena.
Adorei a imagem no final do post!

Ana Karenina disse...

Olá Manu

Só dá vontade rir com esta pessoa que lhe mandou recado tão comovido, achando assim que você se importaria, fico me perguntando porque as pessoas fazem isso? porque elas simplesmente não fazem o que tem vontade: deletam, excluem a pessoa e pronto? qual o objetivo de explicar-se para um estranho que nem faz parte de sua vida e que você não conhece nem se importa? Não dá pra entender.

Não sei porque as pessoas se incomodam tanto com a falta de amizade e amor dos outros e são as primeiras a demonstrar que tem desprezo pelo ser humano na primeira oportunidade que elas têm.

um tweet interessante do @ricardofraga que até favoritei diz o seguinte:

"As pessoas deveriam saber separar o pessoal do virtual. Não é porque uma pessoa lhe trata bem no Twitter que quer ser sua amiga."

Acho que gente carente existe em todo lugar, porque o problema não está nas mídias e sim no mau uso dela, as pessoas acham que de algum modo aqueles estranhos irão preencher o vazio que existe dentro delas.

que bom que voltou querida, saudades de seus textos!

bjs!

Alberis Luís disse...

Nossa, como alguém que mal te conhece pode te puxar a orelha por simplesmente não conversar com ela? PACIÊNCIA! PACIÊNCIA!
Como a Ana falou em seu comentário:

"As pessoas deveriam saber separar o pessoal do virtual. Não é porque uma pessoa lhe trata bem no Twitter que quer ser sua amiga."

Emanuelle Najjar disse...

Silvana Você me conhece: há uma parte de mim que AINDA insiste em ser educada.

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante, comente!

Online

  ©Limão em Limonada | Licença Creative Commons 3.0 | Template exclusivo Dicas Blogger